quinta-feira, dezembro 11, 2008

"Mi Niña Lola" de Concha Buika




Concha Buika é uma das mais interessantes e surpreendentes vozes espanholas dos últimos tempos que mistura influências e estilos musicais mantendo a autenticidade que a caracteriza.
16 Dez 2008 - 21:00
GRANDE AUDITÓRIO do CCB
.
Nascida em Palma de Maiorca, onde se estabeleceu a sua família originária da Guiné Equatorial, foi nesta cidade espanhola que Concha Buika se iniciou no mundo da música, cantando em clubes de jazz e em bares. Mudou-se entretanto para Madrid e em 2005 lançou “Buika”, o seu primeiro trabalho, que obteve já alguma visibilidade. No entanto, foi com o seu segundo álbum “Mi Niña Lola”, que a cantora alcançou finalmente o reconhecimento internacional, arrecadando prémios e participando em grandes festivais, onde deixou a crítica e o público rendidos. O público português familiarizou-se com Concha Buika depois da participação da cantora em “Terra”, o mais recente trabalho de Mariza que a descreve como “uma voz única, muito, muito especial e que eu admiro bastante e que faz parte das minhas vozes preferidas”. Tão à vontade como se estivesse em casa e sempre com um sorriso no rosto, Concha Buika apresenta agora o seu terceiro álbum “Niña de Fuego”, um trabalho em que visita novamente a música popular espanhola com as coplas e viaja pela primeira vez até ao México e à ranchera, cantando ainda temas inéditos compostos por ela mesma e pelo produtor Javier Limón.

The New York Times : “A dark steel-wool voice and great rhythmicflexibility”.

2 comentários:

Me disse...

Devo confessar que nunca tinha ouvido, mas fui vê-la ao CCB.
Muito bom, especialmente porque teve como convidada especial a Mariza.
Peço desculpa pela introsão, mas encontrar músicas dela não é fácil, só encontro "samples" de 30 segundos. :s

Fresquinha disse...

Respeito a sua preferência pela Mariza. Eu já prefiro o fado vadio e mal cantado. De improviso. A entourage e a encenação à volta da Mariza, quanto a mim, conefere-lhe um glamour e sofisticação que o fado não precisa. Quanto à voz dela, é indiscutível que é a nossa melhor voz feminina de fado, actualmente.
Esta Kuika também não conhecia mas gosto muito do timbre e do ar sofrido e sentido com que canta. O mysapece dela vale a pena uma visita.
Aqui nunca se intromete. É um espaço aberto a todos os que querem comentar. Apreciei muito que comentásse. Seja muito benvinda e obrigada !