domingo, novembro 11, 2007

red light district, amsterdam





2 comentários:

xico.lf disse...

Fresquinha,

Já me falaram muito, muitíssimo, no celebérrimo Red Light District de Amsterdam, não conheço - nem o District nem tão pouco Amsterdam!
Li há pouco tempo que foi, ou vai ser em breve, drasticamente reduzido tendo em vista a extinção a médio prazo!
As imagens que publicas, não nego gostava de ver, são interessantes, e, também, apelativas para quem gosta do "género"!
Cuscuvilhar uma SexShop, para saber o que vai havendo por aí, com certeza; pay per sexo ... não!
Além de tudo o mais, tanto, o (s) beijo (s) ... népias, nem pensar, nada para ninguém, vazio!!!...
:-)

fresquinha disse...

Quando visitava (há 20 anos atràs) o Red Lght District, usei a minha câmera - das antigas com enormes teleobjectivas - quando, um "senhor" me avisou que se não parásse dr tirar fotografias, ficava sem ela. Só aí me apercebi de que corria perigo. Achei aquele mundo tão estranho mas ao mesmo tempo um mundo que era curioso. Vi gordas quase núas de 100 Kgs a fazer tricot à janela enquanto esperavam por clientes, de dia, e chava irreal que uma prostituta fosse feia, velha e gorda. Que ingenuidade a minha ! Passou-me entretanto. percebo-me que a maior parte das pessoas que conheço até vão lá ... até mesmo os católicos protestantes. Podem é não confessá-lo.