quinta-feira, novembro 08, 2007

de Gay Talese



“A Mulher do Próximo”
.
Ela estava nua, deitada de bruços na areia do deserto, com as pernas abertas, os cabelos longos esvoaçando ao vento e a cabeça inclinada para trás, com os olhos fechados. Parecia perdida em seus pensamentos, longe do mundo, reclinada naquela duna varrida pelo vento da Califórnia, perto da fronteira mexicana, adornada com nada mais que sua beleza natural. Não usava jóias, nem flores no cabelo; não havia pegadas na areia, nada datava ou perturbava a perfeição daquela fotografia, excepto os dedos húmidos do garoto de dezessete anos que a segurava e a olhava com desejo e luxúria adolescente.”

4 comentários:

osbandalhos disse...

e por onde a seguravam os dedos (húmidos sem sabermos porquê) do desejo?
Deitada nua, de bruços, na areia do deserto, com as pernas abertas?
Para uma foto? Fugida do manicómio, talvez...

fresquinha disse...

Uma verdadeira bandalheira!!!
Mas sabe-se lá se ela ficou louca depois de apanhar tanto sol na moleirinha ??? Vou perguntar ao Mister Gay e depois digo-te.

Inha disse...

Mas afinal qual dos dois é gay, ele ou ela?LOLOLOLOL
É que eu não domino muito bem o assunto...:P


BFS*

fresquinha disse...

Ela não deve ser ..está ali naqueles preparos e o homem só lhe deita os dedos ...:-)

Suados (ainda pra mais)...Deve estar nervoso. Não sabe como confessar-lhe que é gay !!! E a pariga ao sol !!!