sexta-feira, novembro 02, 2007

o que se sente às portas da morte

.

3 comentários:

xico.lf disse...

Fresquinha,
Quando acabei o curso, trabalhei uns tempos (meses) no escritório/atelier de um arquitecto paisagista (engenheiro agrónomo).
Tratava da área financeira, mas acompanhava as actividades do atelier, sendo uma delas o estudo da alteração dos cemitérios portugueses (os novos), que deveriam passar a ser grandes campos relvados!...

Quanto ao assunto do que publicaste - o que se sente às portas da morte, ainda penso, desde ontem!...

fresquinha disse...

Quanto a mim, acho que os cemitérios deveriam ser sim relvados. Mas eu opoto pelo cremação. Assim tenho a certeza que morri !!! :-)

sex shop disse...

merci